quarta-feira, abril 18, 2007

História de Portugal - 1º teste

No meio das minhas lembranças escolares encontrei o primeiríssimo teste que fiz cá em Portugal. Estava no 10º ano, 15 anos acabadinha de chegar de França, a disciplina era história.
Nota: de salientar que mal falava português e não sabia nada mas mesmo nada da História de Portugal. O teste está todo riscado à vermelho mas vou transcrevê-lo tal como o escrevi.

Pelo que percebi, a 1ª pergunta era sobre a formação de Portugal. A minha resposta:
“Portugal começou a aparacer na Batalhe de S.Mamede que oponhava D.Teresa e o seu filho D.Afonso Henrique. Com efeito, D.Teresa com mais dos seus partidários atacaram no campo advérsio de S.Mamede D.Afonso Henrique e os seus guerreiros. Mas Afonso Henrique sai vencedor desta guerra; e foi dai que Portugal começou a ser mais independante como quisera D.Afonso Henrique = isto marca já um grande passo para a frente. Portugal seria mesmo independante se D.Afonso VII (seu primo) e o Papa não se oponhava a sua ambição (de ser rei e de tornar Portugal independante). Houve batalhas entre os dois primos mas por fim em 1143 no tratado de Zamora D.Afonso VII reconhece D.Afonso Henrique como rei mas o Papa só lhe reconhece Duque “Dux Portucalensis”. Muitas tentativas foram então pausas em causa para convencer o Papa. Mas só em 1179, o Papa reconhece, enfim, D.Afonso Henrique como rei de Portugal. Portugal, então, se torna independante. Foram essas as causas da formação du Portugal.”

Outra pergunta que depreendo determinar quais foram os povos mais importantes:
“Os povos Muçulmanos foram os mais importantes como os Romanos porque introduziram a cultura = plantas novas, meteram o vocabulo Árabe na lingua Portuguesa e os seus numeros, expalharam em toda a parte a sua religião, fizèram diversos embarcações e construções de casas e diversos utensilios.”
A pergunta seguinte refere-se às Cruzadas:
“As cruzadas vièram a peninsula combater com os português e combater os infieis na Palestina porque era terra santa... Por fim em 1279, as fronteiras foram définidas no tratado de Alcánices.”
Última pergunta diz respeito à tese Lusitana:
“Segundo esta tèse tradicional, Portugal seria um acrescentamento da história da Lusitana. Os português são descendantes destes Lusitanos, montanheses rudes e brutos commandados por Viriato.
Alexandre Herculano oponhou-se claramente sobre isto dizendo que não há nada entre o território Português e a Lusitana. Portugal não vêm da civilização Portuguesa. A Lusitania em nada tem relação com Portugal porque não há a identificação das raças, não há identificações dos limites territorias e a lingua é não é a mesma. E por isso ele conclue que Portugal vêm da révolução e da conquista..”

Perceberam alguma coisa? Eu também não! Mas não está assim mau de todo, não fiz muitos erros ortográficos! A professora não me deu nota porque não percebeu nada  mas na altura achei injusto pois merecia... numa escala de 0 à 20, um 10... pelo esforço! :)



Afinal ainda existe pior do que eu (era), sefachavor:

16 comentários:

Nuno Medon Fernandes disse...

olá Silvía! td bem? espero que desta vez consiga publicar algum comentário no teu blog. Nos últimos dias não tenho conseguido! Esta, deve ser a oitava vez que tenho escrever alguma coisa. beijos para ti! O post e o reclame tiveram muita piada.

Abssinto disse...

"Montanheses rudes e brutos":))))

"...meteram o vocabulo Árabe":)

Adorável. E parece-me que fizeste mesmo um grande esforço, merecias mais. bjs

Lina disse...

LOL!! E mai nada! A história de Portugal contada assim é fácil de entender. Acho que para quem tinha acabado de chegar escreveste bem, as ideias estão lá mas colocadas de forma engraçada! Se todos em Portugal escrevessem assim já não era mau! ;)))
Beijinhos

Anônimo disse...

já vi testes bem piores do que este por alunos portugueses!!!
Acho que a prof fez bem em não dar-te uma nota porque poderia ter sido injusta.
Estavas cá há pouco tempo é normal. Valeu pelo esforço e pelas gargalhadas que dê ao ler as tuas respostas LOL! Que giro!!

*beijos*
Tiago

XXXL disse...

Gostei muito da parte que os portugueses são descendentes de montanheses rudes e brutos! Tinhas muita consideração pelos portugueses LOLOLOLOL!

M.

Anônimo disse...

Adoro o sotaque dos avec ;P
Epah um teste destes merecia positiva, fiquei a perceber a história finalmente! :D
Conseguiste passar ou engraxaste os stôres todos? ;PPPP

Kisses
O teu diablo

Silvia F. disse...

Nuno,
Se tinhas um blog activo porque enviaste sempre comentários "anónimos"???

Abssinto,
Obrigada pela visita e por reconheceres o meu esforço :)))
Beijos

Lina,
Obrigada! Não te esforces tanto em dizeres bem do teste pois sei que estás a gozar... como sempre!! Vá, tens razão é mau, muito mau!Hahahaha
Beijinhos

Tiago,
Pelo menos deu para tu te rires :))) a professora, não achou piada nenhuma, ficou chocada! Não percebo porquê! Hehehehe
Beijos

xxxl,
Pois, provavelmente foi essa parte que a professora não gostou. Sem querer insultei os portugueses todos, glup!! :))))

Diablo,
Olha lá mas tu pensas que todos são como tu que oferece pernas de porco para passar as disciplinas?? Hahahaha
Nunca precisei de engraxar ninguém, chama-se a isto muito estudo e dedicação. No 1º período só tive positiva a Inglês e alemão. No fim do ano, passei a tudo com boas notas enquanto que outros que se fartaram de rir das minhas calinadas durante o ano, chumbaram! Toma!!

Anônimo disse...

Este teste tá muito bom ao que se vê por aí. Até dá pra entender a tua professora é que não queria ter trabalho. Achei muita piada aos erros lol !

Anônimo disse...

LOLOLOLOLOLOL! Impecável!! Gostei dessa história de Portugal

Jackie

LoiS disse...

"SÍlviÁ":

Encontraste o exame, correcto? e transcreveste o mesmo para aqui. É que se não fosse dessa forma, seria sinal que estava perante alguém com uma memória de elefante (não digo que não a tenhas).

Dá graças por dominares duas línguas, muitos há, que nem uma dominam ;) (sem segundas intenções!) - lol

Bjs da capital

pecado original disse...

eheehhehehe podes crer que há pessoas que vivem em Portugal e faziam bem pior. :P

beijinho

Silvia F. disse...

Anónimo,
Bem se o teste é bom... o que será dos maus! hehehehe

Jackie,
Não segui História porque acharam que não tinha jeito nenhum... sabe-se lá porquê! Hahahaha

Lois,
"No meio das minhas lembranças escolares encontrei o primeiríssimo teste que fiz cá em Portugal"... isto de ler na diagonal dá nisto. Tenho boa memória mas assim tanto???? ;)))
FYI, domino 3 línguas + 2 assim-assim, sem segundas intenções hehehehe Não é fantástico? ;))
Beijos da verdadeira capital

Pecado Original,
E eu a achar que tinha massacrado a língua do ilustríssimo Camões! Afinal há pior ;))))
Beijinhos

Paulo disse...

Hum, sim, merecia uma nota pelo esforço! ;)
Beijos

Silvia F. disse...

Paulo,
Não precisas ser tão cavalheiro e simpático... podes dizer o que teste "sucks" mesmo hehehehehe
Beijos

Anônimo disse...

Há um ror de anos tive um professor de Português que ensinava (que me ensinou) como reagir ao pânico que às vezes acomete os aspirantes a escribas por verem à sua frente uma folha em branco. Ainda não havia computadores, pelo que, então, a coisa passava-se mesmo entre o escriba e a follha pura e dura, toda de branco vestida. Às vezes a folha tinha linhas mas o resultado era o mesmo. O ensinamento do tal professor? Escrever a primeira coisa que nos viesse à cabeça, sem medo de estragar a alvura da dita folha. Foi o que fez, e com que êxito, a francesinha adolescente que agora nos mima partilhando connosco um texto com montes de graça, até na tipicidade afrancesada dos erros de ortografia, como alguém antes de mim já notou. Que interessa a verdade histórica, ao lado do "desenrascanço" juvenil da autora? Obridado pela partilha, fartei-me de rir! (TC)

Silvia F. disse...

TC,
Obrigada pelo adorável comentário.
"Escrever a primeira coisa que nos viesse a cabeça", esse professor era sábio, já não existem desses infelizmente.
Não imagina o quanto é agradável saber que alguém encontrou mérito num "desenrascanço" mesmo deste nível!
Bem haja :)